Regime Low Carb | Cardápio e Menu

Basicamente as regras para quem quer seguir uma dieta ou regime low carb são a redução de amido, açúcar, xaropes de milho, adoçantes, alimentos processados. Dessa forma, já é possível entender que para seguir a dieta Low Carb é primeiro antes de tudo abrir mão de qualquer alimento altamente processado.

Isso vai na contra mão do que traz a indústria alimentícia, pois ela oferece diferentes tipos de alimentos altamente processados chamados semi prontos. Esses alimentos que estão nas prateleiras contém altos níveis de sódio em sua composição que é extremamente prejudicial ao funcionamento do organismo mas, principalmente na atividade dos rins.

Os principais benefícios da dieta Low Carb começam pelo fato de que o principal combustível de fonte de energia é extraído das gorduras boas, onde dessa forma, os carboidratos saem de cena. Então, como quase não há ingestão de carboidratos os níveis de triglicerídeos também baixa, assim como, níveis de açúcar e gordura LDL que é o colesterol ruim.

Quando a dieta Low Carb é combinada com exercícios esses benefícios são melhores aproveitados ainda. Os carboidratos quando consumidos se transformam no sangue como açúcar elevando as tachas, e quando se trata de diabéticos ou pessoas propensas a essa doença os níveis devem ser severamente controlados. Essa dieta também é uma boa opção para eles.

O que deve se evitar na Dieta Low Carb?

Principalmente carboidratos e açúcares refinados. E aqui vai uma dica de quais são eles e como substitui-los. Tudo que pode ser feito com farinha de trigo já foi adaptado a qualquer outra farinha. Por exemplo, existem inúmeras receitas de bolo integral com farinha de coco, com farinha de berinjela, ou outras opções que cabem naturalmente na dieta low carb.

Mais uma vez é importante frisar que, no rótulo dos produtos industrializados existem todas as informações necessárias para fazer a escolha do que é saudável ou não. Quanto mais açúcares e nomes esquisitos eles conterem mais produtos químicos que são ruins para o funcionamento no nosso organismo eles contém.

Como adicionar frutas a Dieta Low Carb

Frutas são uma ótima opção principalmente para café da manhã e lanches da tarde. Porém, é preciso ficar de olho e adequá-las a dieta Low Carb pois, trata-se de uma certa quantidade de açúcar chamado frutose e quando ele entra em contato com o organismo também transforma-se em açúcar. Logicamente ele não age da mesma maneira que um carboidrato simples por exemplo, uma fatia de pão ou um pastel, mas como o intuito da Dieta é otimizar tanto alimentos quanto quantidades as frutas podem tornar-se grandes aliadas nesse processo.

Consumir frutas com iogurtes desnatados. Algumas frutas como morango e maça tem um gosto muito bom quando misturados com iogurtes sem gordura e saciam a fome. As castanhas, amêndoas também. Uma fonte de gorduras boas e fruta ao mesmo tempo que pode ser inclusa é o abacate. Porém, por tratar-se de uma fonte de gorduras boas é um alimento altamente calórico, por isso deve ser consumido nas quantidades adequadas.

O recomendado é que não ultrapasse meio abacate por dia. Ele pode ser consumido puro, ou com cacau para uma sobremesa por exemplo. O interessante é ir aos poucos familiarizando o paladar com o gosto natural das coisas. Uma boa opção é ir retirando os alimentos mais adocicados gradativamente. O abacate também pode ser servido com molhos e acompanhamentos de saladas. Não é muito comum no Brasil porém nos outros países o abacate só é servido salgado.

A dieta Low Carb consiste também em várias proteínas permitidas. O queijo de qualquer tipo já é naturalmente feito com a combinação gordura proteína. Porém, mais uma vez trata-se de um alimento calórico então, as quantidades não são “liberadas”. O queijo além de ter um ótimo gosto ajuda na parte da saciedade. A quantidade por dia não deve ultrapassar de duas fatias.

Mais uma combinação muito usada na Dieta Low Carb é proteína e salada, ou proteína e vegetais. Quando a combinação foi feita com um bife de carne vermelha magra ou um bife de frango por exemplo com folhas verdes elas podem ser à vontade pois os carboidratos presentes nelas são realmente baixíssimos. Já, os vegetais devem ser quantificados pois se ingeridos em excesso podem atrapalhar na hora da perda de peso.

Tanto nessa quanto em qualquer dieta a chave está na moderação e de fazer uma dieta um estilo de vida e não restrição alimentar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *