Melão é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Melão Na Dieta

melão é low carb

O melão é uma fruta rica em água e por isso é geralmente consumido gelado no verão, assim se torna uma sobremesa ou um lanche que pode substituir as opções de sobremesa que geralmente são bastante calóricas. Ele é vendido em todo o Brasil em seus diferentes tipos, porém todos são ricos em água e vitaminas o que caracteriza um excelente aliado quando se fala em hidratação.

Isso mesmo, o melão fazendo companhia para a melancia, é rico em água, sendo assim refrescante e saudável e uma opção tanto para café da manhã, jantar, lanche da tarde. Qualquer hora e ainda aumentando as quantidades de água consumida.

O melão é rico em vitaminas do tipo A e C, as mais importantes quando se fala na saúde e beleza dos cabelos, unhas e pele. Isso porque suas propriedades retardam o trabalho feito pelos radicais livres que causam danos as células. Eles agem basicamente protegendo as células e fazendo com o processo de envelhecimento ocorra de uma maneira muito mais demorada.

Além disso, essa vitamina também tem o poder de aumentar a produção de um sebo que mantém a hidratação dos cabelos e da pele, aumentando também o crescimento de tecidos corporais e isso inclui cabelos, unhas e aumentando a renovação celular a pele se torna mais bonita de dentro para fora.

Os níveis de vitamina C também são importantes na fabricação e manutenção do colágeno produzido pelo corpo. Por isso, o melão pode ajudar ainda mais na saúde da pele. O colágeno é responsável pela elasticidade e saúde visível da pele que é perdida ao longo dos anos e que fica mais difícil recuperar. O melão pode ser um aliado nisso também.

O melão é um ótimo aliado também quando a pessoa quiser perde peso. Isso porque a grande quantidade de fibras e água que ele contém em sua composição aumenta a saciedade e com isso faz com que não seja preciso consumir tanto alimentos durante o dia. Ele causa saciedade por muito mais tempo.

Essa fruta possui cor alaranjado claro e por isso é possível inclui-lo nos alimentos que possuem grande quantidade de betacaroteno. O betacaroteno é essencial na saúde de olhos, pele e cabelos. E a combinação de betacaroteno com vitamina C faz com que o corpo se proteja naturalmente contra a asma.

Indo mais além, em pesquisas recentes foi possível concluir que o betacaroteno também ajuda a diminuir os riscos de vários tipos de câncer. Isso porque quando consumidos certos alimentos com essas substâncias evitam que as células cancerígenas se proliferem.

O melão é rico em potássio que é muito importante tanto para a manutenção dos músculos em um todo, e isso inclui o coração. O potássio ajuda na diminuição da pressão arterial, e o consumo de alimentos ricos em potássio é tão importante para quem sofre disso quanto não consumir alimentos que aumentem esse quadro.

Pelo fato de ser rico em águas e fibra ajuda na digestão e por isso é indicado como sobremesa. Assim, pode ajudar em dois sentidos. Fazendo com que a pessoa não precise consumir nenhum tipo de açúcar refinado e aumentando a quantidade de fibras, água e facilitando a digestão, tudo adquirido com um alimento só.

Mas enfim, o melão é Low carb?

O melão é um excelente aliado na hora de perder peso sim, porém, quando se trata de Dieta Low Carb é preciso moderar as quantidades, mesmo desse alimento pois, em 100 gramas de melão são encontradas de 8 a 12 gramas de carboidratos. Falando a grosso modo, quanto mais “doce” a fruta se apresentar maior a quantidade de carboidratos.

Lógico que isso não é uma regra, já que, tratam-se de frutas originárias da natureza mas, o melão mais indicado e com menos teor de carboidrato é cantalupo que possui os menores níveis de carboidrato.

O indicado é que o consumo dessa fruta seja utilizado da melhor forma, como sobremesa, como lanche da tarde acompanhado com alguma oleaginosa, por exemplo, sempre tendo consciência, se você está seguindo a dieta Low Carb da quantidade de carboidratos diária. Assim fica mais fácil saber quais alimentos e quando ingeri-los.

A lista de alimentos permitidos na Low Carb é muito extensa e por isso ela se torna de fácil acesso e bem prática de seguir. O mais importante sempre, é se manter organizado e calcular ainda que por cima o número de carboidratos ingeridos e sempre tudo com moderação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *