Inhame é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Inhame Na Dieta

O inhame é um tubérculo muito usado nas regiões sudeste e nordeste do Brasil. Possui uma variedade de espécies porém apenas seis delas são consumidas, é por essa razão que muitas vezes é confundido com mandioca, batata doce ou cará. Sua polpa também pode ser roxa, marrom branca ou amarela dependendo do tipo.

inhame é low carb

Propriedades e vantagens de acrescentar o inhame nas refeições:

O consumo de inhame é indicado principalmente para as mulheres por ter uma propriedade chamada Diosgenina. Essa substância basicamente age impedindo que as células cancerígenas responsáveis por causar o câncer de mama e câncer de cólon se proliferem. É usual também para minimizar os sintomas da Tensão pré-menstrual, a famosa TPM. Já que possibilita que os hormônios estejam mais equilibrados.

É rico em vitaminas B6 e B9 que ajudam na diminuição do açúcar no sangue pois, são responsáveis pelo controle direto da produção de um aminoácido chamado Homocisteína. Esse, em excesso no organismo é responsável pela oxidação das células causando as chamadas placas que aumentam o colesterol LDL (colesterol ruim). O aumento desse aminoácido ainda, pode acarretar em doenças como Alzheimer.

É uma ótima opção para quem precisa emagrecer por causa dos níveis de carboidratos complexos e baixa gordura na composição. Por se tratar de um carboidrato complexo faz com que o açúcar do sangue na hora da digestão seja liberado gradativamente, aumentando a saciedade e a disposição durante o dia todo.

Esse alimento é indicado aqueles que precisam fortalecer as quantidades de ferro no organismo, e por isso deve ser consumido pelos anêmicos. Esse alimento aumenta as quantidades de ferro transportado pelo corpo para as hemácias, além de aumentar os níveis de cobre que auxilia nesse processo.

Possui grandes quantidades de fibras, por exemplo, 100 gramas de inhame contém aproximadamente 4 gramas de fibras. A quantidade de fibras de um alimento é boa para o organismo principalmente por dois motivos. Primeiro, quando ingerido ele faz com que o organismo trabalhe mais para digerir e metabolizar o alimento, aumenta a saciedade.

Segundo: A quantidade de fibras ingerida diariamente é importante e responsável por fazer com o intestino trabalhe mais e melhor. Em uma dieta em que há grande quantidade de fibras, combinada com a ingestão de água, faz com que o intestino elimine mais substâncias ruins e renove com substâncias boas.

Quanto maior a quantidade de fibras ingeridas maior o volume de água também. As fibras são ótimas para o organismo porém é preciso fazer uma combinação inteligente para se usufruir da melhor maneira. Elas precisam ser hidratadas antes de começar o processo de digestão por isso, quando o organismo não encontra a quantidade de água necessária tira dele próprio, causando um efeito contrário.

O inhame é ingerido geralmente cozido, porém existem algumas receitas de sucos em que ele é consumido cru. Os benefícios dele são obtidos principalmente em sua versão cozida. Ele também possui em sua composição o ácido oxálico, que quando entra em contato com a pele pode causar queimação nos lábios e na boca. Essa substância está presente em quase todos os tubérculos, na batata e na beterraba por exemplo.

Essa substância geralmente não é tóxica em baixas quantidades porém, há pessoas que podem ter sensibilidade a ela, causando alergia. Quando cozido o inhame ainda continua contendo essa substância porém, em menor quantidade.

Pode comer inhame na dieta Low Carb?

A cada 100 gramas de inhame são obtidas 28 gramas de carboidratos, por isso, isoladamente o inhame NÃO é considerado um alimento Low Carb.

Contudo, é necessário considerar as propriedades desse alimento e suas possíveis combinações. Para os que praticam exercícios ou tem um dia mais agitado ele vale a pena para melhorar o rendimento e evitar que a pessoa sinta necessidade de comer guloseimas ou lanches.

Mas é necessário levar em consideração uma dieta de um dia todo, para ver quanto carboidrato está ingerindo e se o inhame será uma boa alternativa para a perda de peso. Além disso, deve ser consumido moderadamente.

Pois embora o inhame não seja considerado Low Carb ele é um carboidrato complexo e de baixo índice glicêmico. Isso quer dizer que quando consumido é lentamente absorvido e metabolizado pelo corpo.

Para que ele seja incluso na Low Carb precisa ser com alimentos que tenham pouca gordura e pouquíssimos níveis de carboidratos, ou, para aqueles que gastam bastante calorias ao longo do dia. Associado a uma alimentação regrada e equilibrada é um ótimo aliado para a perda de peso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *