Gelatina é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Gelatina Na Dieta

Gelatinas não são consideradas alimento, do ponto de vista nutricional pois não contém nenhum componente alimentar. Aquelas com título de frutas por exemplo não contém nenhum pouco da fruta em si, mas corantes e aromatizantes.

gelatina é low carb

Começar analisando pelos componentes que são: Corantes, açúcares, colágenos de origem bovina ou suína, reguladores de acidez, aromatizantes artificiais. Basicamente os componentes das gelatinas são todos artificiais e isso faz com que quando ingerida o organismo as trate como um corpo estranho tentando eliminá-la, isso aumenta a inflamação que é prejudicial a saúde. Além de que, se consumidas em excesso e regularidade podem fazer com que a pessoa tenha tendência a comer compulsivamente doces, pela quantidade de corantes que contém.

Existem vários nas versões diet e por sinal são muito consumidas pelas pessoas que fazem dieta para propiciar a saciedade. Porém, ao ingerir esses alimentos ricos em adoçante o corpo produz muita insulina para metaboliza-los. Esse é o primeiro passo para os sintomas da diabetes pois o corpo acostuma-se com a quantidade de açúcar no sangue. Além disso, esses hábitos se associam a maior quantidade de gordura na região abdominal, compulsão alimentar, algumas doenças hepáticas entre outros.

Gelatina realmente contém colágeno?

O colágeno presente nas gelatinas são originários de bois e porcos. Os fabricantes trituram as partes desses animais que possuem mais colágeno, depois as tratam com um ácido para que as estruturas naturais se transformem em colágeno para consumo. Depois disso são acrescentados as cores e os sabores.

Então, a resposta para essa pergunta é sim, a gelatina contém colágeno porém em doses muito pequenas fazendo com que precise se ingerir bastante quantidade para usufruir desse benefício.

Porque a gelatina é inclusa nas dietas?

Muitas pessoas incluem a gelatina na dieta pelo fato de querer evitar comer qualquer coisa doce que tenha carboidrato, ou seja, essa opção é usada para aqueles que querem comer um alimento doce e não engordar. Nas dietas mais antigas e quando as pessoas não tinham tanto acesso a informação como tem hoje, era comum se entupir de gelatina e emagrecer. Porém, hoje sabe-se quais são as consequências disso tanto para a saúde além de seu efeito rebote.

Hoje em dia o que as pessoas buscam nas dietas é qualidade de vida, e visando isso a gelatina não é uma boa opção pois, a pessoa pode inclui-la ou até substituir uma refeição pelo fato de ela trazer saciedade, mas as consequências a longo prazo vão desde efeito rebote em que a pessoa quando para de seguir de a dieta engorda o dobro, tanto e mais ainda para a saúde do organismo.

Benefícios da Gelatina

A gelatina também não é feita só de coisas ruins, existem alguns elementos nela muito bons para a saúde e quando usada com moderação pode ser inclusa na dieta sem culpa. Por exemplo: Além de aumentar a saciedade possui bons níveis de proteína ajudando a manter os músculos, e ao mesmo tempo propiciar o emagrecimento pois a pessoa precisa ingerir menos comida depois de comer uma gelatina, por exemplo.

A gelatina contém um componente chamado de ágar-ágar que propicia o fluxo intestinal seja mais intenso e que haja maior excreção de substâncias. Aumentando o fluxo intestinal. Essa propriedade é bom para os que tem problemas com intestino preguiçoso.

Como otimizar o consumo da Gelatina:

Está disponível no mercado a gelatina incolor e sem sabor que pode ser adicionada para “endurecer” alguns preparos a base de frutas e mais naturais. O que diferencia essa das outras são os corantes e aromatizantes porém a maneira de fabricação e aditivos químicos são quase iguais.

Mas, se mesmo assim a opção for de consumir a gelatina por causa do colágeno existem várias maneiras de aumentar o poder nutricional dela, usando apenas uma colher de sopa por exemplo nos preparos. Assim, é possível inclui-la na dieta, fazer com que o alimento fique mais saboroso e não ter tantos aditivos químicos quando se consumida isoladamente.

Depois de cozinhar algum vegetal como cenoura, beterraba ou brócolis ao invés de jogar a água fora é possível preparar a gelatina com aquela água. É provável que o gosto do vegetal fique na água, porém depois de misturar com a gelatina e mais água gelada ele se torna quase imperceptível.

Uma colher de gelatina nos shakes ou iogurtes feitos em casa faz com que o gosto mude totalmente porém a quantidade desses aditivos químicos não seja muito alta. A gelatina como citada acima deve ser estudada e adicionada a dieta de forma que possa ser aproveitada da melhor forma e com consciência de seus componentes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *