Chuchu é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Chuchu Na Dieta

O chuchu pode ser considerado muitas vezes um alimento sem graça, principalmente, pelo fato de ter muita água em sua composição. Porém essa característica faz com que ele seja um alimento poderoso na hora de fazer uma desintoxicação no corpo, colocando as impurezas para fora, facilitando assim o processo de queima de gordura. E não é apenas isso, ele tem uma série de vantagens quando seu consumo é regular.

A quantidade de fibras dietéticas que o chuchu contém faz com que ele seja muito importante na hora de fazer a regulação dos níveis de açúcar no sangue, o seu consumo evita os picos de glicose e a grande quantidade de minerais em forma de água faz com que ele circulem pelo corpo rapidamente retirando esse açúcar que está acumulado.

Mais do que isso, possui níveis de magnésio, potássio e fósforo que fazem com que os níveis de cálcio aumentem, mantendo a saúde dos ossos, e dentes. Na idade adulta é natural que se vá perdendo níveis considerados de tecido ósseo em todo o corpo. O chuchu é um alimento muito importante, principalmente nessa fase.

Pela combinação de fibras e água presentes no chuchu ele é uma poderosa fonte de antioxidantes. Eles agem no corpo com um série de benefícios, o primeiro deles é que age diretamente nos radicais livres fazendo com que sua ação seja minimizada. Isso acarreta em maior número de renovações celulares, bom para a saúde da pele, cabelo e unhas.

As fibras além disso, tem uma poderosa ação de saciedade que é importante para a manutenção do peso, dessa forma a pessoa se sente mais saciada e tende a comer menos. E isso é uma condição excelente vinda do chuchu pelo fato de ser um vegetal com pouquíssimas calorias.

O potássio presente nesse alimento ajuda os rins na hora de filtrar a água que passa por eles. Então, é muito importante ser consumido também por quem sofre de pedras nos rins ou cálculos renais.

O chuchu muitas vezes não é incluso na alimentação por não ter nenhum gosto característico. Sabe-se que, ele tem inúmeros benefícios e poucas calorias e que é essencial quando o assunto a dieta por se tratar de muitos nutrientes em poucas calorias.

O chuchu É Low Carb!

Sim, o chuchu é um dos alimentos que compõe a lista dos Low Carb pois uma unidade média de 100 gramas possui apenas 19 calorias. O que falta são maneiras criativas de introduzir esse alimento na dieta. Vamos ver alguns exemplos criativos do uso do chuchu na culinária Low Carb:

Suflê de Chuchu Low Carb

Ingredientes:

  • 2 chuchus ralados;
  • 4 ovos;
  • 100 ml de creme de leite fresco;
  • 1 cebola picada;
  • 1 xícara de queijo parmesão ralado;
  • Cebolinha ou salsinha picada a gosto;
  • Sal e pimenta a gosto;

Modo de Fazer:

Junte os ovos, creme de leite, o sal e a pimenta e mecha até que se tornem uma mistura homogênea. Depois disso, acrescente a cebolinha e mecha. Em um outro local misture o chuchu a cebola e um pouco de sal. Em um refratário já untado com azeite de oliva ou óleo de coco despeje a cebola e o chuchu aos poucos. Em cima dessa mistura coloque os ovos batidos. O queijo parmesão vai na cobertura para formar uma crocante casca no suflê.

Esse suflê deve ser assado em forno a 180 graus por um tempo médio de 40 minutos aproximadamente, quando estiver quase pronto pode-se ligar o dourador e o queijo fica gratinado com um aspecto e gosto melhor ainda.

Mais uma dica é que, ao invés de cozinha-lo como no modo tradicional o chuchu pode ser cortado em cubos sem casca e refogado na panela com alho, cebola e um pouco de óleo de coco. Depois de pronto é possível polvilhar queijo por cima colocar no forno e servir. Simples e rápido e o chuchu já ganha outro aspecto.

Quanto mais comida de verdade você conseguir incorporar em sua dieta mais eficaz ela se tornará ajudando o corpo a seguir em frente e continuar queimando mais calorias e se apropriando dos nutrientes que só as comidas de verdade podem proporcionar.

O que vale para qualquer prato ou vegetal que for é que não seja consumido se forma exagerada porque fará com que o corpo acostume sempre a comer mais e mais independente do alimento. Outro fator importante é ir aos poucos diminuindo a quantidade de comida ingerida até chegar no ponto certo de alimento em que o corpo precisa para suprir suas necessidades.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *