Alimentos Low Carb | Lista dos Alimentos Permitidos na Dieta | PDF

A dieta Low Carb é uma das mais conhecidas e eficientes dietas que combinam a perda de peso com saúde. Uma das chaves para que uma dieta realmente funcione é a maneira com que ela se encaixa no dia a dia da pessoa que está aderindo a ela. Por exemplo, uma pessoa que não tem muito tempo para cozinhar e quer seguir uma dieta Low Carb e ter resultados efetivos pode cozinhar e deixar as porções congeladas ou em potes vedados na geladeira. Pode ainda, frequentar um restaurante e fazer sua principal refeição comendo comida quentinha e preparada no dia, não deixando de ser saudável.

A dieta Low Carb visa principalmente a saúde e baixar os níveis de açúcar no sangue para que o indivíduo que esteja seguindo esse plano alimentar se sinta melhor num todo e assim, consiga reduzir os níveis de gordura emagrecendo. Essa é a mentalidade, não é legal quando uma pessoa quer perder peso de forma rápida pois vai comprometer a saúde inevitavelmente.

O diferencial da dieta Low Carb são a grande variedade de alimentos, e seu preparo.

Vamos começar listando os alimentos que devem ser

EVITADOS para seguir uma dieta Low Carb:

Açúcar:

E aqui é importante deixar claro que não é só o açúcar branco refinado em sua espécie que deve ser evitado mas também, os alimentos que contém muitos carboidratos refinados que se transformam em açúcar no sangue.

Refrigerantes contém grandes quantidades de açúcar e devem ser evitados ao máximo, da mesma maneira sucos de caixinha que parecem opções saudáveis porém contém muito mais açúcar do que fruta.

Aqui inclusive é bom lembrar que antes de fazer suco de qualquer fruta é bom comer a fruta em si. Por exemplo, um suco de laranja é preciso espremer pelo menos 3 laranjas para fazer um copo de suco, a pessoa estará consumindo indiretamente as calorias de 3 laranjas, o que fará que ela ganhe peso. Por isso é que uma boa sobremesa e indicada pelos nutricionistas é comer uma laranja de sobremesa, pois, você vai ingerir o suco, o bagaço e as vitaminas todas contidas nessa fruta e assim conseguirá obter os melhores benefícios. Isso serve para qualquer fruta.

Alimentos Industrializados:

Qualquer coisa que tenha passado por muitos processos industriais para ser vendida. São aqueles alimentos que demoram muito tempo para estragarem, mesmo fora de refrigeração. Preste atenção nos biscoitos recheados e sua validade, são mais de dois anos, em média. E agora perceba a diferença entre uma mesma bolacha, biscoito ou pão feito em casa, em quanto tempo ele demora para se deteriorar. Este é o ponto, alimentos muito processados possuem muitos produtos químicos para que não estraguem facilmente e esses componentes dentro do nosso corpo se tornam toxinas que prejudicam o funcionamento.

Esses alimentos podem ser consumidos eventualmente, se realmente a pessoa gostar e não conseguir ficar sem, porém, ainda que existam várias versões integrais a maioria da composição é farinha branca e por isso é muito importante ficar de olho no rótulo.

Embutidos:

Carnes com muitos condimentos como linguiças, salsicha e os demais derivados possuem muito sódio em sua composição, que é um tipo de sal que facilita a retenção de líquidos. Isso faz com que a pessoa se sintam inchada e também, acumule mais gordura. Sem contar que nessas carnes são adicionados uma infinidade de produtos químicos prejudiciais à saúde.

Para quem estiver acostumado a comer esse tipo de alimento rotineiramente, ao mudar os hábitos para mais saudáveis provavelmente vá sentir bastante pelo fato de que eles são bastante salgados, e os alimentos feitos em casa mais saudáveis não terão tantos condimentos. É por isso que a adaptação e troca deve ser feita aos poucos.

Excessos:

Qualquer tipo de alimento em excesso irá prejudicar sua dieta como um todo, principalmente se você acreditar que porque um alimento é saudável ele pode ser ingerido livremente ou o tempo todo. Frutas, legumes, tubérculos, pães integrais podem ser ingeridos porém é preciso cuidar com a quantidade, principalmente pra quem quiser emagrecer e cuidar da saúde.

Pontos importantes a serem considerados:

A Dieta Low Carb é uma combinação principal entre gorduras boas e proteínas e por isso é preciso desconstruir esse mito criado em que não pode ingerir gorduras. As gorduras que são permitidas nessa dieta possuem uma grande quantidade calórica, mas que quando combinadas com proteínas são um estímulo para que o corpo queime a gordura existente, ajudando a pessoa ter mais disposição, mais saúde melhorando o bem estar.

Então, é importante lembrar que não precisa ter medo de ingerir gorduras, adicionando para temperar a salada por exemplo, adicionando em uma preparação, consumindo alimentos que por muito tempo foram condenados como o abacate, azeite de oliva, sementes e grãos.

Mais uma coisa importante de se mencionar é que existem pessoas que se adaptam melhor a uma dieta comendo de 3 em 3 horas, outras preferem comer em períodos de tempo diferentes e está tudo bem. A melhor dieta é primeiramente aquela que se adequa ao seu estilo de vida, sua rotina e te traz bons resultados a partir disso. Por isso é que é importante que alguns aspectos ela seja realmente individualizada, esse é um deles. Perceba como você se adequa melhor, como se sente melhor e ai ela funcionará.

Com a popularização das dietas os fabricantes de produtos foram espertos e começaram a fabricar um monte de produtos diet, light, low fat e uma série de outras titulações que confundiram totalmente as pessoas. Esses alimentos além de conter inúmeros produtos químicos em sua composição ainda são feitos à base de adoçantes e corantes que possuem calorias vazias. As calorias vazias são aquelas que o corpo não utiliza para nada, apenas transforma em gordura, então evite ao máximo qualquer rótulo desse tipo.

Bebidas da mesma maneira, elas são feitas com adoçantes extremamente prejudiciais ao nosso organismo, sucos de caixinha, e todos os que ficam meses e mais meses nas prateleiras dos supermercados.

O maior aspecto a ser considerado é fazer da Dieta Low Carb um estilo de vida mais saudável em que primeiro você faz trocas mais saudáveis para que seu organismo funcione melhor, esqueça totalmente aquela conta de calorias incessante ou ainda, as restrições, as privações e faça trocas ou ainda, reduza gradativamente as quantidades. Essa é a forma mais eficaz de emagrecer com saúde e manter resultados.

Os alimentos que você DEVE ingerir

Vegetais:

Qualquer tipo de folha verde pode ser ingerida nas principais refeições pelo fato de conter grandes quantidades água, sais minerais e fibras. Folhas tais como alface, rúcula, agrião, couve, repolho, mostarda, e as demais variedades promovem maior saciedade pois forram o estômago e o enchem, sem muitas calorias, além disso, ajudam na digestão e são muito benéficas para as células que estão formando os órgãos que fazem a digestão e excreção dos alimentos.

A digestão é um processo muito importante da alimentação e as folhas verdes ajudam nesse processo facilitando. Depois disso a grande quantidade de antioxidantes presente nas folhas ainda propicia a uma maior beleza da pele, saúde dos cabelos, unhas e demais superfícies.

Outros vegetais como: Abobrinha, pode ser ralada e ingerida como se fosse uma massa. Ajuda na saciedade e ainda, ajuda a não ingerir tanto carboidrato.

Tomate, Couve-flor, Brócolis, palmito, chuchu, rabanete, berinjela, jiló, abóbora, nabo, repolho todos esses podem ser acompanhamentos maravilhosos com essas folhas, porém esses alimentos precisam ser considerados por quantidade, as folhas verdes podem ser consumidas sem muita preocupação mas esses alimentos é muito importante ficar de olho na quantidade. Para temperar todas as preparações podem ser inclusos: alho, ervas secas, alho poró, cúrcuma, páprica, semente de mostarda, cebola, pimentão, cogumelos, pimenta e orégano a gosto.

Frutas

As frutas que são recomendadas na Dieta Low Carb são as que possuem um baixo nível de açúcar, as mais ácidas como: kiwi, framboesa, acerola, mirtilo, pitanga, maracujá, amora, morango. Ainda que sejam com baixo teor de açúcar devem ser consumidas com nozes, castanhas, amêndoas, aveia, chia, ou outros. Para que não haja picos de glicose e assim, faça com que o corpo queime mais calorias.

Laranja, Tangerina, Maça, Mamão, Pera, Ameixa são frutas com níveis moderados de açúcar e por isso devem ser ingeridas uma vez por dia apenas em uma refeição. Principalmente pra quem quiser perder mais peso. Já a banana, o caqui, o abacaxi, a manga, melancia são frutas que tem grande quantidade de açúcar ideais para quem treina e precisa de uma energia rápida para o corpo. Elas podem ser consumidas porém com bastante moderação.

Carnes e Ovos

Essas são opções muito utilizadas nessa dieta pelo fato de conterem bastante proteína em sua composição o que faz com que o corpo trabalhe mais para metabolizar e queime mais calorias. Carnes vermelhas são permitidas porém apenas aquelas com baixa quantidade de gordura, uma carne moída de patinho, é uma ótima pedida e pode ser acrescentada em diversos pratos, se tornando uma opção muito pratica.

Carne de Frango sem pele, é muito importante não esquecer que a gordura da pele do frango deve ser retirada. A opção do peito de frango é excelente. Carne de peixe, vale atum, ou sardinha enlatada, vale também salmão cozido, tilápia, cação ou qualquer peixe ou frutos do mar em que a preparação não seja feita a base de gorduras e condimentos.

Existem carnes suínas como Bacon de qualidade em que é possível ingerir, porém é muito importante ficar de olho na procedência e nos níveis de sódio.

Ovos podem ser consumidos todos os dias nos mais variados estilos, porém é preciso atentar a quantidade de gemas consumidas em um dia por causa dos níveis de LDL o colesterol considerado ruim.

Gorduras e Oleaginosas

Óleo de coco, óleo de chia, óleo de abacate e os mais diversos óleos naturais prensados a frio devem ser considerados pois mantem os nutrientes intactos e servem de combustível para a queima de gordura do corpo, não é preciso exagerar, uma colher de sopa por refeição pode suprir as necessidades diárias.

Azeite de Oliva é uma excelente opção também.

Nozes, Castanhas, Avelãs, Pistache, Macadâmia, Chia, Linhaça e aveia são opções saudáveis que auxiliam ainda o intestino em seu funcionamento.

É importante lembrar que ingerir essas sementes deve ser feita com a combinação de tomar bastante água para que façam o efeito desejado.

Tubérculos:

Batata, mandioca, Batata doce, mandioquinha, inhame, cenoura, beterraba, todos esses são permitidos na dieta porém, é preciso respeitar a quantidade pelos altos índices de carboidrato. Eles são combustíveis para quem pratica atividades físicas e devem ser ingeridos de acordo com a individualidade de cada um.

Leites:

Hoje em dia a infinidade de leites que estão no mercado faz com que seja muito fácil encontrar o seu ideal: leite de amêndoas, leite de coco e os mais variados tipos. Pode ser consumido diariamente um copo e ainda, pela quantidade de gordura contida no leite de vaca ele deve ser eliminado ao máximo. Os leites de caixinha também pois, contém grandes quantidades de produtos químicos.

Bebidas:

Muita água é o mais recomendado nessa dieta, e em qualquer estilo de vida.

Ainda é preciso lembrar que qualquer chá deve ser sem açúcar e ainda, deve se dar preferência aqueles com menos cafeína, para que a ansiedade da pessoa não aumente. O café deve ser consumido moderadamente e também, sem açúcar.

Bebidas alcóolicas e Refrigerantes devem ser evitadas ao máximo pelo fato de se tornarem açúcar no sangue.

Queijos:

Os queijos são permitidos porém é preciso optar por aqueles que contém níveis alto de proteína e menos gordura, quanto mais branco o queijo menos gordura ele contém.

Existem várias opções no mercado, busque as com menos gordura e sódio.

Chocolate:

Se for consumir chocolate opte sempre pelas versões com maior quantidade de cacau. O chocolate 70% é uma excelente opção.

Farinhas:

Prefira farinhas feitas a base de: castanhas, coco, amêndoas, linhaça, pois possuem maior quantidade de nutrientes e menos carboidratos do que a farinha de trigo, de arroz e de centeio, por exemplo.

Adoçantes:

Prefira o xilitol, eritritol e sucralose. Use moderadamente pois eles podem ter efeito rebote e fazer com que seu corpo acostume e precise consumir ainda mais açúcar que o normal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *