Polvilho Doce é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Polvilho Doce Na Dieta

O polvilho doce tem origem da mandioca amassada, isso mesmo, a mandioca é amassada até ficar uma massa bem homogênea chamada de fécula e depois disso passa por uma desidratação até virar esse pó que é usado na fabricação de bolos, bolachas e, principalmente usado na fabricação do pão de queijo.

O polvilho é um alimento tipicamente brasileiro e pode ser classificado como doce ou azedo. A principal diferença entre eles é o grau de acidez. O polvilho doce é moído e depois seco ao sol, já o azedo passa por um processo de fermentação, por esse motivo ele pode substituir o uso do fermento em algumas receitas.

Caracteriza uma excelente opção aos que sofrem da doença célica por ser uma alternativa totalmente sem glúten. Além disso, o polvilho doce é usado nas receita geralmente por ter uma propriedade que funciona como cola, dando liga aos demais ingredientes.

O polvilho pode ser incluso na Dieta Low Carb?

Primeiro de tudo é preciso analisar o teor de carboidratos contidos nele:

Uma colher de sopa, aproximadamente 20 gramas, apresentam cerca de 18 gramas de carboidratos. Isso representa em uma dieta Low Carb mais da metade dos carboidratos permitidos por dia então a resposta é NÃO, o polvilho doce não pode ser incluso na Dieta Low Carb.

Porém, a boa notícia é que se você é fã do pão de queijo a dieta Low Carb tem inúmeras opções em que não é necessário usar o polvilho doce e os pães ficam deliciosos e muito parecidos com os feitos da maneira tradicional. Além disso, o polvilho é facilmente substituído pelas mais diversas farinhas permitidas na Low Carb justamente por não ter nenhum gosto muito característico.

As principais propriedades do Polvilho Doce são:

É uma fonte de carboidratos com pouca quantidade de gordura e proteína;

Contém em sua composição uma vitamina chamada niacina que ajuda a regular os níveis de ansiedade do organismo, e faz com que a pessoa se sinta mais calma e relaxada;

É também uma fonte natural de potássio, um mineral muito importante para a saúde dos músculos, sendo um excelente repositor de energia principalmente para os que precisam ganhar massa magra e não querem reduzir gorduras;

O polvilho também tem um alto índice glicêmico apesar de ser derivado da mandioca, um alimento com muitas fibras, ele passa por uma série de processos e isso acarreta na perda de alguns nutrientes e por isso quando ingerido pode causar picos de insula no sangue, o que consequentemente pode gerar acúmulo de gordura.

Para essa função é necessário a ajuda de um nutricionista pois ele poderá recomendar quais as quantidades, horários e alimentos que podem ser combinados para melhor aproveitamento dessas propriedades do polvilho.

Qualquer um dos dois tipos de polvilho devem ser evitados por pessoas que fazem a Dieta Low Carb porque eles não seguem nenhuma das recomendações das farinhas utilizadas nessa dieta, a não ser que ambos não contém glúten.

As farinhas que são permitidas na Low Carb são em sua totalidade com baixos níveis de carboidratos, altos níveis e proteínas e fibras e por isso são recomendadas, para que o corpo aprenda a gastar energia a partir da combinação de gordura e proteína.

Uma opção para quando o uso do polvilho tanto doce quanto azedo for necessário é utilizar junto uma fonte de gordura de absorção lenta, por exemplo uma colher de chia ou linhaça. Ambos são gorduras boas lentamente absorvidas pelo organismo que evitam os picos de glicose.

É lógico que ingerir uma ou outra guloseima feita de polvilho não irá engordar, porém, é importante ter consciência do quanto ele pode prejudicar a dieta num todo. Então, sempre que for fazer uma receita é interessante que se opte por uma farinha que consiga das liga as receitas e possua uma quantidade maior de fibras e proteínas por exemplo.

A dieta Low Carb possui muitos adeptos e por isso também conta com uma série de receitas em que alimentos como esses são facilmente substituídos tanto em questão de gosto e para a saúde também. Para se apropriar dos benefícios do polvilho é mais interessante comer a mandioca em si, ela também contém um número mais elevado de carboidratos porém a diferença é que contém muito mais fibras e o índice glicêmico muito baixo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *