Polenta é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Polenta Na Dieta

A polenta é uma tradicional comida de origem italiana que ainda possui muitos adeptos por causa de seu sabor e das combinações deliciosas que ela faz parte.

Ela é composta basicamente de farinha de milho, sal e água. Em algumas preparações a adição de manteiga também, porém quando cozida na água dessa forma ela pode ser considerada muito mais saudável do que a forma frita por exemplo.

A farinha de milho, principal ingrediente da polenta, conta em sua composição com inúmeros benefícios para a saúde pois se trata de uma farinha sem glúten que ainda preserva muitas propriedades do milho, grão muito rico em fibras e importante para a saúde.

Os benefícios que estão na farinha de milho que é o principal ingrediente da polenta são:

Zinco: Sua cor amarela é muito importante para a função das enzimas dentro do organismo. O zinco tem a capacidade de fazer com que as células aumentem o poder de conversão de alimentos em energia, além de proteger a membrana das células de qualquer danificação.

Ferro: A farinha de milho é uma poderosa aliada para que os níveis de ferro do organismo se mantenham além de ser uma boa alternativa para os que sofrem de anemia. Cada porção dela fornece cerca de 16% da necessidade de ferro diária indicada pela Organização Mundial da Saúde.

Mais do que isso, um organismo que contém os níveis de ferro regulados tem a capacidade de promover a melhor circulação do oxigênio dentro dos glóbulos vermelhos. O ferro é ainda importante para as células brancas do organismo que são responsáveis pela imunidade, quanto mais fortes elas são mais conseguem proteger nosso corpo contra as doenças.

Quanto maior a quantidade de ferro no organismo mais energia as células são capazes de transformar pelo alimento. Por isso que muitas vezes pessoas anêmicas e com deficiência de ferro se sentem cansadas e indispostas.

A coloração amarela ainda é indicador de uma substância chamada Carotenoide, eles são responsáveis pela saúde dos olhos. Quando essas substâncias estão reguladas no organismo conseguem filtrar a luz externa que entra pelos olhos. Isso faz com que a visão não seja deteriorada ao longo dos anos, mantendo-a sempre jovem e eficaz.

Essa farinha é rica em fibras, que são excelentes para o intestino desempenhar a função de excreção corretamente além de, quando estão no organismo fazem com que a digestão seja mais lenta e isso causa maior saciedade. Quanto maior a saciedade menos é preciso comer e isso é ótimo quando se fala em dieta.

As fibras também são importantes para reduzir o nível de açúcar no sangue, pois ao serem ingeridas vão fazendo uma espécie de faxina ao longo do corpo. Ajuda a baixar os níveis de açúcar e colesterol ruim do sangue, aumentando o colesterol bom e melhorando também a quantidade de sangue que é drenado para o corpo todo através de veias e artérias.

Além disso, a polenta preparada da forma mais tradicional e básica possível com água e farinha de milho contém baixos níveis de gordura.

Mas a Polenta pode ser considerada um alimento Low Carb?

Teoricamente, NÃO! A polenta tradicional não pode ser considerada um alimento Low Carb pelo fato de a farinha de milho que é seu principal ingrediente é rica em carboidratos. Existem receitas em que ela aparece na forma Low Carb, porém dessa forma tradicional se for adicionada na dieta precisa ser consumida moderadamente além de ter cuidado com as versões fritas e com muitos condimentos e ou temperos artificias.

A polenta é mais uma opção para acompanhamento dentre algumas que já existem disponíveis nas dietas. O que acontece é que quanto maior o número de alimentos, maior variedade de alimentos que estão presentes mais a pessoa vai conseguir seguir essa dieta.

Como a Low Carb trata-se de ingerir um número mínimo de carboidratos por dia quando a polenta for inclusa é provável que sobre poucos outros alimentos para se ingerir naquele dia, por conta dos altos níveis de carboidratos.

Uma boa dica é se apropriar das receitas que estão na internet de polentas que são feitas para comporem as dietas Low Carb e incorporá-las ao dia a dia para não cair na monotonia de comer sempre as mesmas coisas. O mais importante é sempre optar pelo alimento mais saudável e menos processado possível e colocar sempre a saúde em primeiro lugar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *