Pinhão é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Pinhão Na Dieta

pinhão é low carb

O pinhão é um alimento consumido principalmente nos dias de frio principalmente no Sul do Brasil. Isso porque ele tem origem nas araucárias muito comuns nessa região, e é um alimento muito gostoso e combina bastante com o frio. 

No inverno ele passa a servir os lanches da tarde e substitui facilmente a pipoca como aperitivo. O que as pessoas não sabem é que ele pode conter inúmeros benéficos para a saúde se consumido com regularidade e moderação.

Primeiro de tudo, ele é extremamente rico em nutrientes como: ferro, cálcio, fosforo, vitaminas dos mais diferentes complexos B, C, E, K. Tudo isso em apenas 100 gramas que equivale a mais ou menos uma xicara de pinhões cozidos. Mais do que isso, hoje ele integra inúmeras receitas e podendo ser muito melhor aproveitado.

 A primeira vantagem em consumir pinhão é que ele aumenta a energia presente no corpo. Isso mesmo, ele eleva primeiramente as taxas de nutrientes essenciais como gorduras monoinsaturadas, essas são conhecidas como gorduras boas e podem regular o nível do colesterol bom existente no organismo. Mais do que isso, eleva os níveis de magnésio o que faz com que a pessoa fique mais disposta, evitando que sinta fadiga.

O acúmulo de colesterol ruim no organismo o chamado LDL faz com que o fluxo de sangue que passa pelas artérias diminua drasticamente por causa do entupimento delas por conta da gordura. O pinhão com seus componentes auxilia na redução dessas taxas de gordura fazendo com que a passagem do sangue melhore significativamente, melhorando assim a saúde de uma forma geral.

O acúmulo de radicais livres no corpo é um dos principais motivos que levam aos sinais de envelhecimento e a doenças como cânceres e tumores. Alimentos ricos em antioxidantes fazem com que o trabalho dos radicais livres seja retardado ou interrompido, fazendo com que o fluxo de regeneração celular aumente e as células doentes parem de se multiplicar ou se acabem de vez. O pinhão possui essas substâncias em altos níveis.

A luteína é uma propriedade existente no pinhão que auxilia na saúde da visão, evitando que os danos causados pela idade sejam sentidos. Essa propriedade vida a melhora da irrigação ocular, da regeneração das células dessa região fazendo com que não sofram grandes perdas ao longo dos anos.

O magnésio que ajuda na regulação dos níveis de pressão do organismo também ajuda a evitar os mais diversos tipos de patologia causados principalmente pela alteração da pressão sendo doenças como: insuficiência cardíaca, aneurisma, diminuição da função renal e perda de visão. Todas essas patologias podem ser evitadas começando por uma alimentação saudável e contando com os componentes que existem no pinhão.

É logico que não é possível obter todos esses benefícios de uma vez só quando se come pinhão, ou o fato de consumir altas quantidades para usufruir desses benefícios, não funciona assim, até porque se alguém consumir altas doses desse alimento provavelmente irá engordar.

O pinhão é um alimento rico em carboidratos, por exemplo, 100 gramas de pinhão cozido somam 194 calorias e 42 gramas de carboidratos. É claro que ele possui inúmeros benefícios na alimentação e é melhor do que vários outros acompanhamentos que não possuem nenhum benefício para a saúde, mas, quando o assunto é dieta é preciso abrir o olho.

Na dieta Low Carb, pode pinhão?

NÃO! Se for analisar o número de carboidratos que existem em uma porção, mesmo sendo melhor que 100 gramas o número ainda é alto e equivale quase a todo o número de carboidrato que pode se ingerir num dia todo. Por isso, a melhor opção quando de fala em Low Carb é não consumi-lo.

Se, em algum dia a pessoa quiser abrir uma exceção e inclui-lo mesmo assim a dica é que modere no nível de carboidratos dos demais ingredientes do dia a dia e aproveite pois como trata-se de um alimento que dá muita energia ao corpo pode ser aproveitado para praticar alguma atividade física.

Dessa maneira as calorias a mais serão gastas de forma natural pois o corpo já terá o estoque de energia necessário para realiza-la. Além disso, os níveis de magnésio não são só bons para os músculos mas também para a saúde do organismo como um todo aumentando os níveis de bem estar que são levados ao cérebro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *