Mussarela é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Mussarela Na Dieta

mussarela é low carb

O queijo mozarela, ou mussarela é o tipo de queijo mais consumo no Brasil por causa do gosto delicioso e menos ácido. As primeiras unidades foram fabricadas na Roma antiga há muitos anos e chegaram no Brasil em meados dos anos 1860. Ele é um queijo menos amarelado quando comparados aos outros e por isso, existem até algumas versões brasileiras em que são adicionadas urucum e por isso algumas unidades são comercializadas com colorações diferentes.

O termo italiano “mozarela” foi aportuguesado de duas formas: muçarela ou mussarela e existe uma versão também chamada mussarela de búfala que é um queijo que contém a receita original feita com o leite desse animal.

Esse queijo está presente em inúmeras preparações e é o mais comum pelo fato de não conter nenhum gosto característico como os demais tipos de queijo. Ele integra receitas de pizza, bolo salgado, panquecas principalmente por conta de sua característica de elasticidade, ponto de derretimento que é muito importante principalmente em alimentos comercializados.

O Queijo Mussarela é Low Carb?

SIM! A maioria dos queijos é permitido na Low Carb e quando se fala nesse não é diferente. O único cuidado que deve ser é na quantidade. Ele é um alimento com pouco carboidrato sim, mas nem por isso pode ser comido a vontade, pois as quantidades de gordura tem calorias e muitas vezes em excesso prejudicam esse processo.

Muitas das receitas que compõe a Low Carb tem esse queijo dentre os ingredientes pois trata-se de uma opção barata, facilmente encontrada e que cabe nos alimentos Low carb. Por isso, quem segue essa dieta sabe que esse queijo é um excelente aliado.

Além disso, nele podem ser encontrados inúmeros benefícios para a saúde, começando com uma vitamina chamada Biotina. Essa é uma substância solúvel em água que o corpo não armazena, necessidades nutricionais dessa vitamina podem ser supridas imediatamente após a ingestão do queijo. Pessoas com deficiência dessa vitamina podem apresentar as unhas frágeis e alguns estudos mostram que ela pode até diminuir o nível de glicose no sangue em pessoas diabéticas.

É fonte de riboflavina ou vitaminas do tipo B. Elas são responsáveis por combater enxaquecas e sintomas de anemia. Essa substância também traz inúmeros antioxidantes que ajudam o corpo a se manter jovem e eficaz em suas funções, pois, eles retardam o efeito dos radicais livres que são responsáveis pelo envelhecimento dos órgãos.

As concentrações de vitamina b12 são importantes para manter a saúde das células vermelhas do sangue, principalmente os níveis de ferro. A saúde do sangue é imprescindível para a saúde do corpo como um todo pois, é ele quem regula e distribui os nutrientes e irriga vários órgãos.

As vitaminas lipossolúveis que estão muito concentradas nesse alimento fazem com que ele seja um excelente alimento aos que querem deixar em dia os níveis de vitamina A, D e E. Esses níveis precisam estar estáveis para que o corpo consiga absorver o cálcio por exemplo.

As quantidades de cálcio são igualmente importantes e existem em grande quantidade nesse alimento. Esse mineral ajuda a manter a vitalidade e força dos ossos e dentes. Uma quantidade de queijo de 40 gramas por exemplo, contém 295 mg de cálcio. Mais do que isso, ele ajuda a manter a saúde dos músculos cardíacos. O fósforo é muito importante para que o cálcio seja absorvido de maneira correta e por isso o queijo é um alimento muito completo, pois possui todas essas vitaminas juntas.

O que acontece é que ao longo dos anos o queijo foi considerado vilão por causa da quantidade de gorduras que possui. Então, percebe-se que não é preciso evitar esse alimento, mas sim, levar em consideração todas as propriedades benéficas e dosar quando ele pode ser incluso nas refeições.

Uma fatia de queijo de 30 gramas, geralmente é esse o tamanho das fatias que são comercializadas totalizam 66 calorias. Teoricamente, parece uma grande quantidade mas, ele tem inúmeros benefícios e pode causar muito mais saciedade, evitando o consumo excessivo de outros alimentos.

É importante fazer a combinação desse alimento com fibras, saladas ou mais proteínas. Quanto maior a quantidade de fibras inclusa na alimentação maior a saúde do organismo como um todo, e melhor são as respostas as vitaminas também.

Tanto na dieta Low Carb quanto em diferentes dietas quando a combinação correta dos alimentos é feita fica mais fácil não cair na rotina, e comer menos alimentos calóricos ao longo do dia, pra isso, é preciso acostumar aos poucos com organização.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *