Maizena é Low Carb ? Veja Se Pode Comer Maizena Na Dieta

maizena é low carb

Maisena é como é popularmente conhecido o “Amido de milho”. Ela foi criada em 1842 nos Estados Unidos, e por isso é ainda muito utilizada em inúmeras preparações culinárias. Essa farinha é feita de forma em que apenas o amido é extraído então ela é composta exclusivamente de carboidratos e sua função principal é fornecer energia para o corpo de forma rápida.

Essa farinha é tradicionalmente usada nas preparações de alimentos em pó, alimentos processados, biscoitos, confeitos, doce de leite, fermento químico, massas e molhos. Sua principal atuação é para aglutinar as receitas fazendo com que elas se tornem mais elásticas e consistentes. Nas massas para panificação melhora a textura da massa agindo como emulsificante.

Esse ingrediente é muito usado pois pode otimizar certas receitas fazendo com que elas atinjam seu ponto certo com menos ingredientes em menos tempo, o que é o caso de algumas bolachas e pães. Esse ingrediente ainda é extraído e comercializado de forma muito barata e com pouco investimento, sendo popularmente utilizado.

Uma das principais preparações em que a maisena é utilizada é no famoso mingau. Esse mingau é composto por maisena, leite e açúcar e tem um gosto muito característico pois há muito tempo atrás não existiam as grandes variedades de doces que existem hoje, então a opção era por esses mingais e preparações que eram compostas apenas de ingredientes simples que existiam na cozinha.

Essa farinha é derivada do milho porém ela não mantém tantas quantidades de vitaminas e minerais quanto as que são encontradas no milho pelo fato de se tratar de uma farinha que necessita inúmeras etapas e decomposições para ser feita, dessa maneira, ela é teoricamente a extração do amido do milho, mesmo.

Então, para quem busca colocar na dieta as vitaminas e minerais provenientes do milho usando a maisena deve procurar outras alternativas já que, aqui o que fica do milho são apenas as características que dizem respeito a obtenção de energia e carboidratos com poucas fibras e proteínas.

Além disso, trata-se de um alimento com alto índice glicêmico o que significa que depois de ser ingerido ele causa picos de glicose no organismo, o açúcar é rapidamente absorvido pelo corpo, e logo a pessoa sente fome pois ele não se sustenta dentro do organismo, pela pouca quantidade de fibras.

A maisena pode ser inclusa na Low Carb?

NÃO! A única coisa que faz a maisena estar perto das farinhas Low Carb é o fato de ela não conter glúten, porém, mais do que isso ela não possui nada. Trata-se de um composto extremamente rico em carboidratos por exemplo, em 100 gramas desse amido são encontradas 380 calorias e cerca de 90 gramas de carboidratos. O número de fibras e proteínas são extremamente baixos e não fazem diferença.

Então, quando fala-se em dieta a maisena realmente não é uma boa alternativa para nenhuma delas. Ela geralmente é usada para dar liga a massa ou quando se trata de uma preparação mais líquida ela torna a mistura mais consistente. Por isso, quando ela for requisitada em alguma receita e a pessoa optar por diminuir os carboidratos e teor calórico da receita pode optar por usar uma gelatina incolor.

As gelatinas geralmente não alteram o gosto das composições e tem o efeito muito semelhante ao da maisena.

Essa é uma alternativa criada no intuito de reduzir tanto o nível de carboidratos numa alimentação tanto o nível de calorias ingeridas durante o dia. Um dos motivos mais importantes pelos quais a quantidade de maisena deve ser moderada ou extinta da alimentação são os picos de glicose.

Por se tratar de um alimento com alto índice glicêmico ele causa picos de glicose rápidos no organismo, e assim, o organismo tende a armazenar mais gordura no corpo. Para que ao consumir maisena ela não cause um desses picos é necessário combina-la com alimentos os quais tenham baixo índice glicêmico.

Outra alternativa é pesquisar na internet e optar por receitas em que ela é substituída por algum ingrediente mais saudável e com menos carboidratos, mais fibras e proteínas. A combinação de fibras e proteínas pode muitas vezes ter um número de carboidrato considerável ou tanta caloria quanto essa porém trata-se de calorias com o intuito de melhorar a saúde e bem estar. Essas opções de calorias vazias e com poucos nutrientes vão aumentando o volume de gordura estocado pelo corpo gradativamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *