Low Carb o Que Pode Comer | Lista Completa

A dieta Low Carb é uma das dietas com mais adeptos pelo fato de ela realmente ser eficaz na perda de peso. A maior razão de isso acontecer é que o consumo de carboidratos é reduzido, na maioria das vezes quase na metade fazendo com que ocorra déficit calórico e a pessoa gaste mais calorias do que ingere causando assim, o emagrecimento.

Porém, é preciso ter consciência de quais são os alimentos permitidos e quanta quantidade de carboidratos cada um tem. Não é uma tarefa difícil já que, na internet hoje em dia é possível encontrar uma enciclopédia quando se trata de qualquer alimento em específico. Por isso, o mais indicado é que a pessoa faça uma lista dos alimentos que gosta de comer e veja quanto carboidrato eles possuem pra ver qual seria a melhor combinação de dieta.

Qualquer dieta deve ser baseada em coisas que a pessoa gosta de comer. É logico que, antes de tudo é necessário habituar o paladar com coisas saudáveis pois não é possível fazer uma dieta baseado em frituras e açúcar, então se a pessoa estiver habituada com esses tipos de alimentos o paladar irá demorar um tempo maior para se habituar com a alimentação saudável, então é necessário um pouco mais de persistência.

Hoje em dia, como a maioria das pessoas opta pela alimentação mais saudável buscando melhorar a qualidade de vida além de, tudo que vem sendo estudado sobre o açúcar e seus malefícios está fazendo com que a opção perda de peso não seja mais a principal razão na escolha da dieta. Por isso, para conseguir fazer com a dieta se torne um estilo de vida é preciso primeiro de tudo habituar o paladar.

Implementação do que Comer

Uma boa dica é pegar um alimento ou um prato que a pessoa goste por dia e inseri-lo no cardápio, por exemplo brigadeiro. Uma versão Low Carb do brigadeiro é feita com Abacate, Mel e cacau. Obviamente, não é o mesmo gosto do que um brigadeiro convencional porém, aos poucos é possível modificar o paladar. Outra opção é o leite condensado adaptado para a dieta Low Carb e cacau.

Alimentos permitidos também na dieta são proteínas, que é a base dela, na verdade. Proteínas como carnes magras, tanto de frango quanto vermelhas. E peixes, de qualquer tipo de água doce ou salgada, enlatados ou frescos. A carne de frango por exemplo pode ser desfiada e guardada na geladeira para uma opção com panqueca. A massa da panqueca pode ser feita com farinha de berinjela, uma opção leve e que não altera o gosto dos outros alimentos.

Com a carne vermelha magra é possível fazer almôndegas, existem várias receitas diferentes disponíveis na internet porém uma opção mais prática é moer a carne, temperá-la bem para fazer as almôndegas com ovo e farinha de trigo integral, farinha de aveia, de castanhas, e assá-las ao invés de fritar. Como a carne já tem a gordura natural dela não é necessário adicionar nada, só coloca-la no forno. Se, a pessoa quiser optar por um molho, é só refogar alho, cebola e tomate. Juntar as almôndegas e comer moderadamente.

Todos esses ingredientes são permitidos nas dietas Low Carb, porém é necessário ficar de olho na quantidade de carboidratos que cada um desses alimentos tem, e a quantidade que a pessoa deve ingerir diariamente. Mais uma dica é colocar nas preparações uma colher de requeijão light, é indicado preferir sempre as versões com a quantidade de gordura reduzida, ou queijos magros e com menos amido.

Iogurtes são também uma boa fonte de proteína e podem ser combinados com frutas e uma semente. Por exemplo, um iogurte natural desnatado com morangos e uma colher de chia. Ou, iogurte desnatado com sabor com uma colher de aveia com banana, por exemplo. Essas são opções rápidas e fáceis para um lanche da tarde. Ou, também uma maça com chia e canela junto com um copo de leite desnatado. O açúcar já contido na fruta já adoça naturalmente a bebida, e a chia pode ser substituída pela aveia, por exemplo.

Mingais de aveia, são uma boa opção pois a aveia já é hidratada e requer menos etapas do organismo para que ela seja processada. Porém, continua sendo necessário bastante água, ou uma alimentação rica em vegetais como brócolis, couve flor, abobrinha, alface, rúcula, cenoura, couve folha. Todos esses vegetais além de permitidos possuem em sua composição mais de 50% de água.

Existem carboidratos tanto em frutas como banana, maça, morangos, pêssego, melancia, quanto nos vegetais citados acima. Então é preciso entender que nenhum deles pode ser, com exceção das folhas verdes que podem e devem ser consumidas em grandes quantidades pois ocupam espaço no estômago e ajudam no processo de digestão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *